O sucesso do make está na preparação da pele e para isso o corretivo é um componente fundamental. Ele ajuda a esconder espinhas, olheiras, cicatrizes, manchas, vasinhos aparentes, entre outras pequenas imperfeições que, por ventura, possam aparecer. Convidamos a make up artist Jussara Oliveira, do W Anália Franco, para esclarecer algumas dúvidas a respeito desse item, um dos grandes aliados do make:

Como as imperfeições da pele são de cores diferentes (espinhas vermelhas, olheiras roxas, manchas brancas etc) não devemos utilizar apenas um tom de corretivo. Para isso, existem os corretivos coloridos: eles ajudam a neutralizar imperfeições que os tradicionais tons não conseguem sozinhos. “Para quem tem muita olheira, por exemplo, usar só um corretivo no tom da pele não ajuda a camuflar, e pode,  inclusive, deixar a olheira ainda mais aparente, se mal aplicado. Nesse caso, o mais indicado seria: aplicar um tom verde e em seguida, um corretivo no mesmo tom da pele”, explica Jussara.

Jussara conta que o segredo está na aplicação. No caso dos corretivos coloridos, deve-se primeiro espalhar uma pequena quantidade por cima da imperfeição que deseja cobrir. Feito isso, é só usar outro, no mesmo tom da pele, para suavizar o colorido e deixar o look uniforme.

O uso do pincel é o mais indicado para ajudar nessa tarefa. “A esponja, a não ser que seja descartável, costuma acumular sujeira, além de absorver muito produto e não espalhá-lo tão bem quanto o pincel”, ensina Jussara. Ela também esclarece que passar o corretivo antes ou depois da base não influencia: “Fica a critério de cada um. O que não pode é aplicar o corretivo em todo o rosto e por cima a base. O corretivo deve ser apenas espalhado sobre as imperfeições pontuais, para que não craquele”, afirma a make up artist.

Imagens: Revista Studio W

Publicado em 10 maio, 2011

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *