Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

A edição de outono da revista Studio W trouxe uma matéria super bacana com várias dicas para manter as sobrancelhas mais bonitas e uma das técnicas abordadas na reportagem é a micropigmentação. Para conhecer um pouco mais sobre como ela funciona, convidamos a maquiadora e especialista no assunto Tatiana Donadio, do Studio W Alphaville.

A sobrancelha é sim a moldura do olhar e quando bem feita e alinhada com o formato do rosto, ajuda a dar um efeito incrível no visual.

Pelos removidos no lugar errado podem mudar a expressão ou deixar falhas que demoram a desaparecer. Além disso, dependendo do tipo da sobrancelha, há casos em que a maquiagem não consegue corrigir as falhas ou modificar o formato, e é nessa hora que a micropigmentação vem para ajudar a resolver.

Esse procedimento ajuda a valorizar, corrigir e modificar as sobrancelhas, disfarçando cicatrizes, pequenas falhas e até o comprimento dos pelos. E, além do período de duração que chega a ser até um ano e meio, outra grande vantagem é a naturalidade que esse processo deixa na aparência.

COMO FUNCIONA

Segundo nossa especialista, não há motivos para temer o processo, que se mostra vantajoso em relação aos demais existentes. Tatiana conta que inicialmente o procedimento é fotografado, e em seguida é feito um esboço com lápis de camuflagem do desenho a ser sugerido. Após aprovação e autorização da cliente, é aplicado um anestésico no local e então se inicia o processo.

O aparelho utilizado chama-se dermografo, e consiste em uma espécie de caneta com uma agulha fina acoplada, que deposita o pigmento na derme (segunda camada da pele). No local é usado uma mistura de pigmentos hipoalergênicos, que levam em conta a cor da pele e até o tom de pelo da pessoa, para que tudo fique o mais natural possível. O mais bacana é que esses pigmentos não causam a mudança na tonalidade, isto é, não avermelham nem se tornam azulados com o tempo. A duração do procedimento leva em média uma hora e após 30 dias é realizado um retoque. Vale lembrar que todo o material é descartável.

A micropigmentação dura cerca de um ano e meio e não deixa marcas na pele nem muda de cor. Pode ser feita em qualquer idade a partir dos 18 anos. Tatiana explica também que o tempo de duração deve ser levado em consideração, pois o rosto sofre modificações com o envelhecimento. Dessa forma, um trabalho que dura mais do que cinco anos evidencia o envelhecimento da pele. “Uma outra vantagem da micropigmentação é a possibilidade de renovar o desenho de acordo com a necessidade de cada pessoa”, explica.

Veja alguns antes e depois feitos por Tatiana Donadio, do Studio W Alphaville:

Imagens: Tatiana Donadio e reprodução.

Publicado em 24 abril, 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *