Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

O mundo perdeu na noite desta quarta-feira um dos principais nomes do mundo da beleza, referência no quesito cabelos: o legendário hairstylist Vidal Sassoon.

Considerado uma das figuras mais icônicas e influentes do século XX, o londrino Vidal Sassoon começou sua carreira como assistente aos 14 anos, lavando cabelos das clientes e fazendo misturas para tinturas. Mais tarde, já aos 26, abriu o seu primeiro salão que em pouco tempo passou a ser um dos mais procurados do planeta.

Com o passar dos anos e a consagração dos seus cortes geométricos, Sassoon abriu mais salões na Inglaterra, e, em 1973, expandiu seu negócio para os EUA, com uma filial na cidade de Nova York. Na mesma época, criou uma linha de produtos que levava seu nome, o que o tornou pioneiro no setor. Seu sucesso foi tão grande que hoje é possível encontrar unidades de sua rede em mais de 12 países.

O estilo dos seus cortes seguiam o conceito wash-and-wear, que permitiam que a mulher lavasse os cabelos e saísse de casa, sem a necessidade de fazer aqueles penteados elaborados, bem comuns até os anos 50. As mulheres ganharam praticidade e liberdade, com visuais modernos, simples e curtos, e se libertaram daquela dependência excessiva do salão de beleza, muito comum na época e do uso diário e constante de bobs, secadores e hairsprays.

Sassoon ajudou a redefinir a beleza dos anos 60 e 70. Seus cortes não só realçavam os traços e a beleza de cada rosto feminino como também permitiam que as mulheres se penteassem em casa. Para ele, o corte deveria ser perfeito e em camadas perfeitas para que quando uma mulher mexesse a cabeça ele voltasse para o lugar. Graças a isso, conseguimos sair hoje de casa com o cabelo bonito ao natural ou com um penteado mais despojado.

“Minha ideia era dar formato aos cabelos, como se faz com tecidos e, assim, tirar tudo o que for supérfluo”, contou o cabeleireiro em uma entrevista ao Los Angeles Times, em 1993. “As mulheres estavam começando a trabalhar fora de casa, a assumir o seu próprio poder. Não tinham tempo para ficar sentadas debaixo de secadores”, completa Vidal, de acordo com a BBC.

Seu famoso corte de 5 pontas com franja bem reta e pontas simétricas, que lhe rendeu muitos prêmios.

Sassoon tornou-se muito conhecido pela propagação do estilo que ainda hoje serve como referência, como os cortes supergeométricos, os fios curtíssimos exibidos pela atriz Mia Farrow no filme “O Bebê de Rosemary”, e o visual “bob” com fios na altura do queixo, mais curtos atrás e franja opcional na frente. Todos viraram febre e o consagraram como um dos melhores cabeleireiros que já existiu.


A Academia Sassoon, lançada pelo renomado cabeleireiro, é uma das mais prestigiadas do globo, procurada por profissionais de vários países. Aqui no Studio W, temos diversos profissionais que já passaram por lá e até hoje se mantém em atualização constante sobre as tendências de cortes e cores que são criados pela academia.

Para saber mais, confira o trailer do documentário de 2011, dirigido por Craig Teper, que mostra um pouco da trajetória desse grande hairstylist, desde a sua infância humilde até a construção do seu império de beleza:

Imagens: reprodução

Publicado em 10 maio, 2012

2 Comments

  1. Parabéns! Vc é Extensão do Amor de Deus para fazer as pessoas felizes!

  2. Posted by Ana Goes on

    O melhor ate hoje! obrigada


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *